sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

será que podemos amar demasiadamente

Por vezes deparo-me com uma simples pergunta, simples que tem como resposta algo deveras complicado, complicado como o amor.

Será que podemos amar demasiado ou simplesmente amamos demais, desejamos demais, queremos demais enfim tudo demais. O demais talvez não seja tão demais, ou se quer ou não se quer: Simples. Não, não é assim tão simples. Não basta querer, é preciso poder; não basta desejar, é preciso ser-se desejada; não basta querer, é preciso dar para receber como também não basta amar, é preciso saber amar.

Saber amar é estar presente, não enxugar as lágrimas mas sim evitar que elas se derramem, não perdoar mas sim entender o porquê de ser perdoado e o porquê de se ter errado. Saber ouvir e saber falar, saber gostar e saber amar.

Um comentário:

Débora Francis disse...

Ah, meu amigo... O amor é deveras complicado! Amar e ser amado, mas saber como lidar com este sentimento tão profundo quanto o amor.

Adorei.
Bj